A escolha de um Cardápio

FilipeMarques_IHateFlash_031

Demoramos mas sempre damos uma jeito de parar no meio da correria, para contarmos um pouco de nossas aventuras por aqui. Neste final de semana, como alguns sabem, fizemos a nossa despedida do verão no O’Cluster. O’Cluster é um dos nossos parceiros mais queridos. Não se trata de uma simples mercado. Ele é  um espaço de fomentação de ideias que acontece em uma linda casa na Rua das Palmeiras. A criatividade, ao meu ver, é um dos pontos mais altos do evento. Lá existe o encontro de novos artistas. Digo artistas porque cada expositor está amplamente comprometido a qualidade, originalidade e perfeição do seu trabalho. São floristas, djs, grafiteiros, chef’s de cozinha, designers de: moda, joias e até móveis. São os novos artesãos. http://vejario.abril.com.br/especial/cluster-tem-mais-edicao-botafogo-778164.shtml

FilipeMarques_IHateFlash_006

A nossa brincadeira para este cardápio foi trazer dois alimentos de origens completamente opostas mas amplamente populares em seus países. Ambos incrivelmente deliciosos e riquíssimos nutricionalmente.

TRIGO SARRACENO

Imagem

Seu cultivo se iniciou na região em torno do lago Baikal, na Rússia,  e trilhou seu caminho por meio de rotas de comércio e invasões históricas por toda Asia e Europa graças ao seu rápido tempo de cultivo e alta capacidade de germinar em solos inférteis. Este trigo também conhecido por trigo Mourisco, representou uma salvação para grande parte da população pobre da Europa agrária. Foram os holandeses que batizaram o grão em referência à Escritura Sagrada, pois acreditavam ter sobrevivido a adversários semelhantes ao longo dos séculos. Eles foram os primeiros a trazê-lo ao Novo Mundo,  onde adquiriu grande popularidade no século 19, apesar de ser pouco conhecido nos dias de hoje. O trigo sarraceno contém ferro, magnésio e rutina, um flavonoide que promove a saúde dos vasos sanguíneos e previne problemas cardíacos e diabetes. Além de possuir mais proteína do que o arroz, trigo e milho ele não contém glúten.

TAPIOCA

Imagem

De origem indígena e amplamente conhecida das regiões do Norte e Nordeste, a tapioca, também conhecida como Beiju é feita a partir da fécula da mandioca. Esta iguaria tipicamente brasileira,  tem como principal nutriente o carboidrato (amido), além de baixo teor proteico e de fibras. Uma porção de 50 gramas tem cerca de 70 calorias, 14 gramas de carboidrato e 1,6 grama de proteína. Contém vitamina B1, B6, B9, cálcio, ferro, teor de sódio baixo. Assim como o trigo sarraceno, ela não contém glúten. VELHO MUNDO x MUNDO NOVO A batalha destes dois ingredientes resultaram em nossos elegantes Crepes de trigo sarraceno e em nossas tapioquinhas prá lá de aconchegantes! Fotos do evento: http://ihateflash.net/set/o-cluster-7

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s